Pesquisar

Incêndio deixa 12 mil desabrigados no campo de refugiados de Cox’s Bazar

Campo de refugiados de Cox’s Bazar é considerado o maior do mundo

Um incêndio de grandes proporções destruiu pelo menos 2 mil abrigos no campo de refugiados de Cox’s Bazar, em Bangladesh, no domingo, 05. Estima-se que pelo menos 12 mil pessoas ficaram desabrigadas.

Além dos abrigos, feitos de bambu e lona, pelo menos 35 mesquitas e 21 centros de aprendizagem também teriam sido destruídos no incêndio. O fogo se espalhou rapidamente pelo assentamento através de cilindros de gás nas cozinhas, segundo as autoridades.

De acordo com a imprensa local, um homem foi detido e a polícia investiga se o incêndio foi um ato criminoso. Até o momento, não se tem notícias de feridos ou vítimas, mas centenas de residentes voltaram ao local para tentar recuperar pertences dos destroços.

Em 2021, outro incêndio no campo de Cox’s Bazar deixou 15 mortos e mais de 10 mil abrigos destruídos. Entre janeiro de 2021 e dezembro de 2022, pelo menos 222 incêndios foram registrados no campo, dos quais 60 foram considerados como criminosos.

O campo de Cox’s Bazar é considerado o maior do mundo e abriga pelo menos 1 milhão de refugiados rohingya, minoria muçulmana de Mianmar, país majoritariamente budista, que fogem de uma repressão violenta liderada por militares no país desde 2017.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
abril 2024
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]