Pesquisar

Inundações geram milhares de novos deslocamentos no Chifre da África

Pelo menos 920 mil pessoas foram deslocadas por inundações na Somália desde o início de novembro

Segundo um comunicado do ACNUR, a Agência da ONU para os Refugiados, milhares de pessoas deslocadas, entre elas refugiados na Etiópia, Somália e Quênia, foram forçadas a se deslocar novamente para fugir de inundações que assolam o Chifre da África, poucos meses após a pior seca já registrada.

Dados do ACNUR mostram que pelo menos 920 mil pessoas foram deslocadas por enchentes apenas na Somália desde o início de novembro. Segundo a agência, muitas casas foram danificadas ou destruídas, obrigando centenas a se abrigarem sob árvores em terrenos elevados. A maior parte dos deslocados pelas enchentes está nas regiões de Hiraan (220.275), Gedo (220.181), Mudug (211.833), Middle Juba (87.485) e Bay (66.124).

Na região da Somália, na Etiópia, o ACNUR estima que mais de meio milhão de pessoas foram afetadas pelas inundações, incluindo pelo menos 40 mil famílias, que equivalem a cerca de 240 mil pessoas, que já estavam refugiadas anteriormente pelos conflitos na Somália. “Em cinco assentamentos, 213 mil refugiados também sofreram os efeitos das inundações”, afirmou o ACNUR em comunicado.

Além disso, quase 25 mil pessoas que vivem em campos de refugiados em Dadaab, no Quénia, foram deslocadas pelas inundações, “muitas delas procurando refúgio em escolas dentro dos campos, bem como em comunidades próximas. Alguns refugiados também abriram as suas casas para acolher os recém-deslocados, levando à sobrelotação de muitas famílias”, informou a agência.

Pelo menos 50 pessoas morreram na Somália e Etiópia em decorrência das inundações. Segundo o comunicado do ACNUR, as enchentes atingem a região “poucos meses depois da seca mais longa e severa de que há registo, cujos impactos ainda são sentidos por milhões de pessoas no Leste e no Chifre da África”.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]