Pesquisar

Sede da CNBB recebeu Seminário sobre Integração de Refugiados e Migrantes Venezuelanos

Aconteceu na quinta-feira, 7, na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em Brasília/DF, o seminário “Estudo de avaliação da integração local de refugiados e migrantes venezuelanos no Brasil”, que contou com a abertura de Dom Ricardo Hoepers, bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB. O evento apresentou os efeitos e impactos do projeto Acolhidos por meio do trabalho.

O seminário foi promovido pela Avsi Brasil e CNBB, que promovem o projeto “Acolhidos por meio do trabalho” junto ao Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH). Na abertura, Dom Ricardo destacou que o projeto investe na convivência humana, tendo a pessoa como centro. “É olho no olho, é experiência familiar, fortalecimento de vínculos, relações saudáveis. Esta é uma prova concreta de que é possível sim superar a cultura do descarte, superar a cultura da indiferença, através da experiência fraterna e da amizade social”, afirmou.

Participaram do evento representantes de diversas instituições e organismos internacionais que atuam em parceria com a Operação Acolhida, que é a resposta humanitária do Governo Federal direcionada ao apoio a venezuelanos que chegam ao Brasil. Em Brasília, a CNBB disponibiliza a Casa Bom Samaritano, um espaço para residência provisória de famílias venezuelanas e a realização de atividades formativas e de assistência social.

Em sua fala, o bispo auxiliar de Brasília ressaltou que a experiência da Casa Bom Samaritano “nos faz acreditar que é possível sim construir uma humanidade mais justa, mais humana e mais solidária”. Ele expressou, ainda, o desejo de mostrar o projeto Bom Samaritano não apenas como um case de sucesso, “mas uma verdadeira experiência de comunhão de boas práticas, e que merece ser divulgado e conhecido”. Desde sua fundação, há 2 anos e meio, a Casa já recebeu 592 migrantes venezuelanos.

No seminário, a diretora do IMDH, Irmã Rosita Milesi, mscs, destacou que, desde a criação do projeto da Casa, o foco sempre foi a acolhida, o apoio e a colaboração “com as famílias que viriam a ser recebidas na Casa e propiciar-lhes condições para e seu desenvolvimento humano integral e sua autonomia cidadã.”

O Seminário de Brasília foi o segundo de uma série de três eventos sobre a temática, em Salvador/BA, Brasília/DF e em Boa Vista/RR.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação, com informações da CNBB e IMDH

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]