Pesquisar

“Dispositivos perversos, que nos recordam a crueldade dramática das guerras”, afirma Papa Francisco sobre minas terrestres

Mais de 5,5 mil pessoas morreram ou foram feridas por minas terrestres em 2021

Ao fim da Audiência Geral desta quarta-feira, 28, o Papa Francisco fez um apelo pelas vítimas das minas antipessoais, também chamadas de minas terrestres, que ainda sofrem com a instalação de tais dispositivos anos após o fim dos conflitos.

Francisco recordou a celebração, em 1ºde março próximo, dos 25 anos da entrada em vigor da Convenção de 1997 sobre a proibição das minas antipessoais, que passou a valer nessa data em 1999. O Papa destacou as numerosas vítimas desses dispositivos ainda hoje, em especial as crianças, e expressou sua proximidade com os que sofrem com estes “dispositivos perversos, que nos recordam a crueldade dramática das guerras e o preço que as populações civis são obrigadas a pagar.”

O Pontífice agradeceu, ainda, às pessoas que contribuem na assistência às vítimas e no saneamento das áreas contaminadas pelas minas. “O seu trabalho é uma resposta concreta ao apelo universal a sermos construtores de paz, cuidando dos nossos irmãos e irmãs”, afirmou.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), pelo menos 67 países ainda sofrem com a contaminação desses explosivos. Estimativas da ONU mostram que, em 2021, mais de 5,5 mil pessoas perderam a vida ou ficaram feridas devido a minas terrestres, sendo a maior parte das vítimas civis, muitas delas crianças.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
abril 2024
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]