Pesquisar

Polícia Federal faz operação contra contrabando de migrantes para os EUA

Em cinco anos, quase 450 migrantes brasileiros foram contrabandeados pelo grupo investigado

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 06, a Operação Dark Route, para combater um grupo criminoso acusado de comandar um esquema de contrabando de migrantes brasileiros para os Estados Unidos. Os mandados estão sendo cumpridos em Goiânia/GO e Anápolis/GO, sendo que um dos investigados teve o nome incluído na difusão vermelha da Interpol.

As investigações apontam que, entre 2018 e 2023, o grupo coordenou o ingresso irregular em território norte-americano, via fronteira EUA-México, de pelo menos 448 brasileiros, que foram detidos por autoridades norte-americanas e deportados ao Brasil. Foi apurado, ainda, que, durante esse período, os investigados movimentaram altos valores, decorrentes dos pagamentos dos migrantes pela atuação do grupo.

De acordo com informações da PF, além da atuação em Goiás, a organização criminosa contava, ainda, com membros em outros estados e, inclusive, em território estadunidense, que eram responsáveis por receber os migrantes que conseguiam cruzar a fronteira de forma irregular.

Apesar do pagamento dos valores cobrados, a Polícia Federal destaca que muitos desses migrantes não conseguiram cruzar a fronteira do México com os Estados Unidos, sendo, então, detidos e deportados para o Brasil.

A Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations – HSI), da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília, compartilhou informações com a Polícia Federal do Brasil ao longo da Operação Dark Route. Os investigados poderão responder pelos crimes de promoção de migração ilegal, lavagem de dinheiro e associação criminosas, cujas penas somadas podem ultrapassar 18 anos de reclusão.

Desde o início do Ano Fiscal de 2024, em outubro passado, o Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos (CBP, na sigla em inglês) registrou 19.145 tentativas de entrada de cidadãos brasileiros pela fronteira com México, sendo 2.981 apenas no mês de abril. Em 2023, foram registrados 27.687 encontros com brasileiros ao longo da fronteira sul dos EUA.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação, com informações da Agência PF

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
junho 2024
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]