Pesquisar

Rede de Pesquisa “Hidden Peacebuilders” realiza encontro no Brasil

Nos dias 24 a 26 de junho estiveram reunidos no Rio de Janeiro pesquisadores e religiosos oriundos do Brazil, Reino Unido, Sri Lanka, Filipinas, Burindi, Argentina e Quênia em uma atividade promovida pela Rede “Hidden Peacebuilders”. Foi a primeira vez que esse encontro ocorreu no Brasil.

A rede formada em 2018 visa colaborar para uma melhor compreensão dos atores religiosos locais no processo de construção da paz e da resiliência em contextos de conflito. 

Trata-se de uma “colaboração internacional de acadêmicos, atores religiosos, profissionais e formuladores de políticas para preencher a lacuna entre as abordagens locais e internacionais para a construção da paz, bem como entre políticas, práticas e pesquisas”. No contexto das migrações os conflitos representam um fator importante nas migrações forçadas, gerando grandes fluxos de deslocamentos internos nos países, assim como de refugiados no mundo.  

Durante o encontro foram apresentadas iniciativas da rede realizadas no Burundi, Srilanka, Filipinas e Irlanda do Norte, com foco especial nas juventudes vulnerabilizadas. Um espaço especial foi dedicado às experiências de comunidades de fé e organizações religiosas no campo de ações promotoras de paz no Brasil. Duas das experiências apresentadas eram ações diretamente ao atendimento a pessoas migrantes e refugiadas.

No último dia do evento o grupo dedicou-se a elaboração de um projeto global sobre o enfrentamento à processos de radicalização de jovens nos contextos estudados, incluso no Brasil. O projeto busca evidenciar as boas práticas de comunidades e instituições baseadas no que tange à prevenção da radicalização, bem como o papel fundamental da religião em criar horizontes de esperança.  

A rede, liderada pela Universidade de Leeds (UK), financiou o encontro, favorecendo o deslocamento e a hospedagem dos participantes. Integram o consorcio de Instituições da rede: Islamic Relief Worldwide, Visão Mundial, Centre for Peacebuilding and Reconciliation, Joint Learning Initiative (JLI), Eastern Mennonite University, MSU-IIT and Ateneo University.  Participou do evento Ir. Maria do Carmo, no contexto do Projeto de Formação Scalabriniana para colaboradores na área da saúde da AESC, a convite do Prof. Eduardo Dullo, do Núcleo de Estudos da Religião (NER) da UFRGS.

Equipe de Comunicação com colaboração da Ir. Maria do Carmo

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
julho 2024
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]