Pesquisar

Costa Rica vai declarar emergência nacional devido a alto fluxo de migrantes

Mais de 60 mil migrantes já entraram na Costa Rica desde o início de setembro

O presidente da Costa Rica, Rodrigo Chaves, anunciou na terça-feira, 26, que o país irá declarar emergência nacional nos próximos dias, devido ao grande fluxo de migrantes que atravessam o país rumo aos Estados Unidos. Mais de 17 mil pessoas solicitaram refúgio no país desde janeiro.

O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa, na qual o presidente afirmou que o continente “vive uma crise migratória” e que a quantidade de migrantes que chegam ao país supera a capacidade de atendimento.

“Somos um país de passagem de migrantes, fundamentalmente pessoas que passam pela Costa Rica para chegar aos Estados Unidos”, disse Chaves, que destacou que a situação justifica a declaração de emergência nacional, que pode permitir direcionar mais recursos para atender ao fenômeno migratório.

De acordo com VOA News, dados oficiais apontam que, desde o início de setembro, mais de 60 mil migrantes entraram na Costa Rica pelo posto de entrada de Paso Canoas, na fronteira com o Panamá, com a intenção de seguir rumo aos Estados Unidos. Até o fim de agosto, 333.704 migrantes haviam cruzado a selva de Darién, no Panamá, em seu caminho até os EUA, segundo dados do governo panamenho.

De acordo com dados da Direção Geral das Migrações e dos Estrangeiros, entre janeiro e maio de 2023, a Costa Rica recebeu 17.637 solicitações de refúgio, a maioria da Nicarágua (14.886), seguida por Cuba (1.182), Venezuela (884) e Colômbia (454). Em 2022, o total de solicitações foi de 86.788, sendo que mais de 80 mil foram de cidadãos nicaraguenses.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação, com informações de VOA News

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
junho 2024
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]