Pesquisar

Mais de 100 migrantes já morreram ou desapareceram no Mediterrâneo em 2024

Mais de 3 mil pessoas morreram no Mediterrâneo no ano passado

De acordo com a Organização Internacional para as Migrações (OIM) mais de 100 pessoas morreram no Mar Mediterrâneo desde o início de 2024, sendo a maioria no Mediterrâneo Central e Oriental, onde o número registrado já é duas vezes maior que o do mesmo período de 2023.

Desde 1º de janeiro, 98 migrantes morreram ou desapareceram no Mediterrâneo Central e Oriental, segundo dados do projeto Missing Migrants, da OIM. No total, as três regiões do Mediterrâneo registraram 103 mortes ou desaparecimentos de migrantes em 2024, contra um total de 76 em janeiro de 2023.

Durante a Conferência Itália-África em Roma, a Diretora Geral da OIM, Amy Pope, destacou que “mesmo uma morte é demais. O último registo de mortes e desaparecimentos é um lembrete claro de que uma abordagem abrangente que inclua caminhos seguros e regulares” é uma solução que pode beneficiar tanto os Estados quanto os migrantes.

Atualmente, o número de pessoas presumidas como mortas ou desaparecidas está aumentando cada vez mais, ressalta a OIM. Nas últimas seis semanas, 158 pessoas desapareceram em três naufrágios “invisíveis” de barcos saídos da Líbia, Líbano e Tunísia, sendo 73 delas presumidas como mortas pela Organização.

Na quarta-feira, 24, um grupo de 62 migrantes que saíram do Líbano em 18 de janeiro foi resgatado no Chipre. De acordo com a OIM, a maioria dos resgatados está hospitalizada em estado grave, com várias crianças em estado crítico.

Em 2023, segundo o projeto Missing Migrants da OIM, 3.041 migrantes morreram ou desapareceram no Mar Mediterrâneo, o ano mais mortal na região desde 2016, quando 5.136 migrantes morreram em todas as regiões do Mediterrâneo.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação, com informações da OIM

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]