Pesquisar

Mulher: expressão de autonomia e diversidade

Nessa celebração do Dia Internacional da Mulher, refletimos a figura feminina como um ser multifacetado, em uma expressão de autonomia e diversidade que transcende o conceito abstrato para se manifestar em cada rosto singular. Nesse dia, celebramos não apenas a ideia geral de empoderamento feminino, mas também a riqueza das experiências individuais que moldam cada mulher.

Em nossa imagem celebrativa, trazemos duas abordagens reflexivas sobre a mulher. Na primeira, ela é percebida como um conceito em ascensão, que caminha com determinação para sua autonomia. Essa é a representação da mulher que molda seu próprio destino, abrindo caminho para um futuro onde sua voz e suas escolhas são fundamentais.

Na segunda perspectiva, vemos cada mulher como um ser único em sua construção, refletindo diferentes jeitos moldados por culturas, cores, idades e épocas diferentes, com rostos que se desdobram em perfis, espalhados pela direita e esquerda, evocando uma sensação de movimento constante.

A isso, incorpora-se o elemento migratório, uma jornada que vai além das fronteiras geográficas. A mulher migrante, seja por mudanças de classe, ambiente urbano para rural e vice-versa, ou mesmo a migração de ideias e estilos, enfrenta uma transformação profunda e, com suas múltiplas identidades e origens, é uma força que transforma não apenas o próprio destino, mas também o mundo ao seu redor.

Neste Dia Internacional das Mulheres, celebramos a riqueza dessa diversidade e a coragem das mulheres que, em suas diversas jornadas, moldam e transformam o mundo ao seu redor, com uma riqueza intrínseca de cada experiência feminina, reconhecendo que cada rosto é uma peça vital desse mosaico em constante evolução.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
junho 2024
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]