Pesquisar

O presépio é um convite “para recuperarmos a paz”, afirma Papa Francisco na Audiência Geral

Francisco renovou seu apelo pela paz e recordou as vítimas das guerras e tragédias ocorridas pelo mundo

No fim a Audiência Geral dessa quarta-feira, 20, dedicada à preparação ao Natal, o Papa Francisco renovou seu apelo à busca pela paz nas diversas realidades conflituosas do mundo e expressou sua proximidade com as famílias atingidas pelo terremoto na China e com as vítimas da explosão em Conacri, na Guiné.

Francisco recordou que os únicos que ganham com os conflitos são os fabricantes de armas e reforçou seus pensamentos sobre os que sofrem na Palestina, em Israel, e na Ucrânia. “Não esqueçamos os pobres que sofrem o mal da guerra. As guerras são sempre uma derrota”, afirmou.

O Papa exortou, ainda, que os fiéis pensem nas crianças que sofrem com a guerra. “Vamos ao presépio, peçamos a Jesus a paz, ele é o príncipe da paz”, convidou Francisco, que destacou que, ao vermos Deus deitado na manjedoura, temos uma “forte mensagem de Paz para a vida de cada um de nós e para o mundo de hoje.”

A catequese do Papa dessa quarta-feira se centrou no presépio, no qual, ele destaca, “se mostra o que verdadeiramente conta: Deus que vem ao nosso encontro em Jesus, as relações essenciais da vida visíveis na família de Maria e José, as pessoas que nos são queridas nos pastores, a natureza nos animais.”

Para a reflexão, Francisco trouxe um resumo da origem do presépio, há 800 anos, feito por São Francisco de Assis, em Greccio, para representar o ambiente onde Jesus nasceu e “destacar a humildade do lugar”. Por essas características, o Papa o destaca como “uma escola da sobriedade para as nossas sociedades consumistas e exaustas”, destacando seu convite “para recuperarmos a paz e, apercebendo-nos da proximidade de Deus, rejubilarmos de alegria.”

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]