Pesquisar

Refugiados afegãos continuam acampados no Aeroporto de Guarulhos (SP)

Desde 2021, o Brasil concede visto humanitário aos afegãos que tem deixado o Afeganistão devido ao regime de censura e terror Talibã, que tomou o poder do país em agosto de 2021. Em cerca de um ano e meio, mais de 7 mil vistos humanitários foram emitidos pelo governo.

O fluxo tem aumentado gradativamente e, desde setembro de 2022, muitos refugiados que chegaram ao Brasil ficam acampados no Aeroporto de Guarulhos (SP). Eles esperam vagas nos abrigos para que possam ficar juntos, o que muitas vezes demora, pela falta de vagas suficientes. Os encaminhamentos são feitos pela prefeitura de Guarulhos e de São Paulo e pelo governo estadual. São 11 abrigos que oferecem, ao todo, 800 vagas.

Segundo levantamento da prefeitura de Guarulhos, no ano passado, foram realizados 2.844 atendimentos. Desde janeiro deste ano, chegaram 153 afegãos; em fevereiro, foram 186 e, em março, 360.

Entre os quatro países que mais pediram refúgio
O representante da Acnur no Brasil, a Agência da ONU para Refugiados, explicou, em uma reportagem veiculada no Jornal Nacional em 14 de junho e republicada pelo G1, que a dificuldade com o português prolonga a permanência dos afegãos nos abrigos. “Os afegãos precisam de um pouco mais de tempo para aprender o idioma português. Para se integrar, para encontrar uma possibilidade de um trabalho. Então, fica um pouco mais de tempo, um tempo maior nos abrigos, e isso impede que haja uma alternância nas vagas dos abrigos”, disse David Torzilli.

Segundo relatório da Acnur, também lançado em junho deste ano, a nacionalidade afegã está entre as quatro que mais pediram refúgio em outros países em 2022. Leia mais sobre o Dia Mundial do Refugiado clicando aqui.

Ainda de acordo com a reportagem do G1, a prefeitura de Guarulhos enviou um documento a vários órgãos do governo federal pedindo apoio financeiro e que seja feito um projeto de interiorização para que os afegãos sejam acolhidos também em outras cidades do país. O governo federal informou que está levantando as informações.

No aeroporto há um Posto Avançado de Atendimento Humanizado ao Migrante, que funciona diariamente. O posto oferece atendimento gratuito a refugiados e migrantes, além de orientação e encaminhamento para a rede socioassistencial, incluindo abrigamento público, quando disponível.

Localização: Terminal 2 – Asa B – Mezanino – Sala 116.
Horário: todos os dias, das 7h às 19h.
Telefone: +55 11 2445-4719.
E-mail: [email protected]

Por Nayá Fernandes, da Equipe de Comunicação, com informações de Agência Brasil e G1

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
junho 2024
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]