Pesquisar

2024: Scalabrini revisita-nos! 

Estamos celebrando os 120 anos da visita de São Scalabrini ao Brasil!

São Scalabrini exerceu sua atividade episcopal com uma fecunda atuação pastoral. Durante seus trinta anos de episcopado realizou em sua Diocese cinco visitas pastorais, ele foi sem dúvidas um pastor com cheiro de ovelhas, como diz atualmente o Papa Francisco. São Scalabrini tinha um coração sem fronteiras, e seu cuidado de pastor foi muito além dos limites geográficos de sua Diocese. Aberto ao próximo, São Scalabrini vivia seus problemas e as várias chagas de seu mundo, como a migração, estas encontraram também com a bondade e amor do bispo de Piacenza.

Foi nesse espírito que São Scalabrini empreendeu visitas pastorais após suas ações pastorais e institucionais em prol dos emigrantes italianos. Seu zelo de pastor não foi diferente com os seus que lhe acompanhavam ainda que em terras distantes na realização do carisma a serviço dos migrantes. Estes e os migrantes também provaram da atuação de um pastor disposto a tudo, apesar de sua saúde e idade exigirem mais atenção. São Scalabrini. motivado por Pio X, renovou na América Latina o bem realizado pouco antes na América do Norte. E em 13 de junho de 1904, deixou Piacenza, tendo sido recebido por Pio X em Roma no dia seguinte com afeto e bençãos para o bom êxito da viagem. Em 17 de junho embarcou de Gênova para desembarcar no Rio de Janeiro em 7 de julho, e prosseguir a viagem ao Porto de Santos aonde chegou no dia 8, para assim, finalmente, no dia 9, chegar de trem em São Paulo na estação da Luz.

No Brasil, São Scalabrini não perdeu tempo! Durante o mês que permaneceu em São Paulo percorreu o Estado para encontrar os migrantes que viviam no interior. Entre as diversas atividades apostólicas empreendidas, está a inauguração da seção feminina do Orfanato em 5 de agosto na Vila Prudente. A sua viagem continuou, em 8 de agosto partiu para o Rio de Janeiro, e pouco depois, no dia 12, foi do Rio para Paranaguá de onde partiu de trem para Curitiba, passando por Santa Felicidade e outras localidades vizinhas fazendo longos percursos a cavalo, de carroça ou a pé, porém, sempre demonstrando afeto de um coração cheio de gratidão. Em 3 de setembro, São Scalabrini deixou o Paraná e partiu para o Rio Grande do Sul, se detendo algumas horas em Santa Catarina e chegar no dia 8 e ser recebido no Porto de Rio Grande do Sul. São Scalabrini passou 3 dias em Porto Alegre, de onde partiu para as colônias italianos na região serrana do Estado. Partindo de Porto Alegre, visitou Encantado, Coronel Pilar, Garibaldi, Veranópolis, Nova Prata, Nova Bassano, Bento Gonçalves, Caravaggio e Caxias do Sul que foi a despedida do Apóstolo dos Migrantes ao Rio Grande do Sul em 21 de outubro, de onde partiu 6 dias depois para Buenos Aires, a fim de rever seu irmão Pedro, e foi da capital da Argentina que São Scalabrini iniciou seu retorno à Itália em 11 de novembro.
São Scalabrini revisita-nos!

Assim como em 1904, vamos preparar esse momento como quem é revisitado e receber como outrora a alegria e o entusiasmo do Santo dos Migrantes que impulsionará nossa vida e missão!

Por Wellington Barros

(Fonte: João Batista Scalabrini: Pe. Redovino Rizzardo, cs)

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
julho 2024
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]