Pesquisar

Capacitação de Reforçamento Metodológico do GAPE, Promove Integração e Economia Solidária

O evento foi projetado para reforçar os princípios e métodos do GAPE

No sábado, dia 19 de agosto, a sede da Pastoral dos Migrantes, coordenada pelas Irmãs Scalabrinianas, foi realizado um importante evento que uniu a comunidade migrante e a população local em companhia de Dom Evaristo Spengler Bispo de Roraima, com um objetivo comum: fortalecer a metodologia do Grupo Autogerido de Poupança e Empréstimo (GAPE). A capacitação teve como foco o aprimoramento dos processos já realizados até o momento e o aprofundamento em conteúdos relacionados à economia solidária, com destaque para a “Economia de Francisco e Clara”.

O evento foi projetado para reforçar os princípios e métodos do GAPE, uma iniciativa que visa empoderar as pessoas economicamente por meio de práticas de poupança e empréstimo autogeridas. Além disso, a capacitação abriu espaço para uma exploração mais profunda da economia solidária, especialmente por meio da análise da “Economia de Francisco e Clara”, que é um convite direto do Papa Francisco à sociedade global para repensar os fundamentos da economia.

Nesse sentido Dom Evaristo comentou o seguinte: “O Papa Francisco convocou um repensar a economia, ele falou economia de Francisco, mais alguns pensaram que fosse do Papa Francisco, não é, é de São Francisco de Assis que viveu no século treze. Aqui no Brasil se percebe que o projeto de Francisco não é um projeto só dele, mas sim é também uma mulher muito importante nesse projeto chamada Clara de Assis. De economia de Clara e Francisco, aí outros países também adotaram o mesmo. Por que Francisco e Clara começam um movimento, um movimento de espiritualidade, mas com consequências sociais, com consequências políticas, com consequências econômicas”.

A “Economia de Francisco e Clara” emerge como uma alternativa à predominância do mercado financeiro nas discussões econômicas. A proposta é revisitar a economia política, destacando questões de justiça social, sustentabilidade e solidariedade que muitas vezes são subestimadas. Nesse contexto, a capacitação do GAPE não apenas reforça sua metodologia, mas também posiciona os participantes em uma perspectiva mais ampla da economia, na qual as necessidades das pessoas e comunidades ganham destaque sobre o lucro desenfreado.

A importância da integração entre a comunidade migrante e a população local também foi enfatizada durante a capacitação. Através da interação, conhecimento e colaboração entre esses grupos, a busca por melhores formas de convivência e inclusão se fortalece. Isso é particularmente relevante em um contexto migratório, como o vivido em Roraima, onde a interculturalidade se manifesta diariamente.

Através da interação e colaboração, as famílias podem se beneficiar mutuamente, organizando-se em grupos e explorando alternativas socioeconômicas. A capacitação do GAPE não apenas promove a sustentabilidade financeira dos indivíduos que escolheram fazer de Roraima seu lar, mas também cria um ambiente que favorece a integração e a criação de laços entre diferentes grupos sociais.

O evento do GAPE é um exemplo de como a comunidade pode se unir para aprender, crescer e construir um futuro mais solidário e justo. Enquanto os participantes adquirem novos conhecimentos sobre economia solidária, eles também estão forjando relações interpessoais e parcerias que têm o potencial de transformar vidas e comunidades em uma jornada de autossuficiência e colaboração.

Parabéns a toda equipe organizador, funcionários, voluntários e todos os membros dos diferentes grupos e também à as Irmãs Scalabrinianas pela iniciativa de promover este tipo de atividades. Estão todos convidados a conhecer ainda mais sobre o Grupo Autogerido de Poupança e Empréstimo (GAPE) pelo contato da Irmã Joana, Missionária Scalabriniana, ao telefone: +55 95 8412-8333.

Texto e fotos por Libia López, jornalista da comunicação SPM Roraima

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
dezembro 2023
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados