Pesquisar

Quase 170 mil migrantes cruzaram a selva de Darién até o Panamá em 2024

Desde 2014, pelo menos 423 migrantes morreram ou desapareceram no Darién

Segundo comunicado do Serviço de Migração do Panamá, mais de 167 mil migrantes cruzaram a selva de Darién, no Panamá, entre 1º de janeiro e 30 de maio. Desde o início de 2024, pelo menos 72 migrantes morreram ou desapareceram na região.

No total, pelo menos 167.640 migrantes cruzaram o Darién desde janeiro, a maioria venezuelanos, que correspondem a 108.165 registros. Em seguida, vem os cidadãos do Equador, com 12.026, da Colômbia, com 10.784, da China, com 10.079, e do Haiti, com 9.823.

De acordo com os dados do Serviço de Migração, os números por região apontam que 135.522 migrantes da América do Sul, 16.874 da Ásia, 10.450 das Antilhas, 4.750 da África e 44 de outras regiões. Apenas no mês de maio, cerca de 28.373 migrantes entraram no Panamá através do Darién, das quais 22.806 são adultos e 5.567 são menores.

Em 2023, pelo menos 520.085 migrantes chegaram ao Panamá através do Darién, sendo 406.905 adultos e 113.180 menores, a maioria (328.650) originária da Venezuela, Equador (57.250), Haiti (46.422), China (25.565) e Colômbia (18.841).

Segundo o projeto Missing Migrants, da Organização Internacional para as Migrações (OIM), pelo menos 72 migrantes morreram ou desapareceram no Darién desde o início de 2024. Desde 2014, a OIM já registrou pelo menos 423 mortes e desaparecimentos ao tentar cruzar a selva, dos quais 146 foram apenas no ano de 2022.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
julho 2024
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados

[elfsight_whatsapp_chat id="5"]